UCAN forum

Primeiro Forum criado por Informáticos Angolanos, destinado à informáticos de todos os níveis, tendo como principal foco o ramo da PROGRAMAÇÃO.Tutoriais, Exposição de dúvidas, Notícias e muito mais...
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Invasão com o GOOGLE::PARTE I

Ir em baixo 
AutorMensagem
Vanilson_asp



Masculino Número de Mensagens : 10
Idade : 28
Localização : Luanda, Angola
Emprego/lazer : Programar Muito
Data de inscrição : 23/05/2008

MensagemAssunto: Invasão com o GOOGLE::PARTE I   Seg Out 06, 2008 10:46 pm

Ai pessoal vamos aprender a explorar mais o GOOGLE com estes tutorias que eu vou indo postando por partes, aqui vai a primeira parte:

Significado do Nome Google

A palavra Google é um termo forjado, retirado do termo googol, inventado
pelo Dr. Edward Kasner da Universidade de Columbia. O Dr. Kasner que-
ria batizar com um nome sonoro e fácil de recordar, a centésima potência
do número 10, ou seja, o número 1 seguido de 100 zeros. Veja como fica:
10000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
Este número é tão grande que supera o número de grãos de poeira existen-
tes no universo. Parece que só serviu mesmo para inspirar o nome Google.

O Que é um Motor de Busca?

O Google é um sistema do tipo motor de buscas. Um motor de buscas é
um programa de computador que visita site por site da Internet e classifica
todas as informações encontradas. Na verdade ele não visita ‘um por um’.
São milhares de visitações simultâneas. O sucesso de um programa deste
tipo está na qualidade do seu algoritmo, um conjunto de instruções que
orientam sobre como e o que procurar.
Praticando...
Vamos conhecer alguns comandos do Google. A maioria destes comandos
tem seu potencial ampliado quando combinados com outros comandos,
outras palavras ou outros operadores. Darei alguns exemplos, mas não se
limite a eles:
[ site: ] Busca restrita ao site especificado. Exemplo de uso:
site:cursodehacker.com.br senha
[ filetype: ] Busca arquivos com a extensão especificada. Exemplo de uso:
filetype:mdb cadastro
O exemplo acima retorna as páginas que contenham o arquivo de nome
cadastro e seja um banco de dados da Microsoft (MS Access, que gera a
extensão .mdb). Experimente outras extensões: TXT, PDF, DOC, XLS,
DBF, PPT, RTF, MP3, WAV, MID, WRI, etc... Pessoas maliciosas podem
obter bancos de dados com números de cartões de crédito usando apenas
esta frase de busca.
[ link: ] Busca os sites que tem links para o site especificado.
link:cursodehacker.com.br
O exemplo acima retorna as páginas que apontm para o endereço especifi-
cado. Lembre-se de digitar os comandos do Google em minúsculas.
[ cache: ] Busca por páginas antigas do mesmo site, armazenadas em
‘cache’. Em sistemas vulneráveis exibe o código fonte das páginas ASP e
PHP, mas é uma situação cada vez mais rara. Exemplo de uso:
cache:cursodehacker.com.br

[ intitle: ] Busca as palavras especificadas que estejam no título da pági-
na. Exemplo de uso:
intitle:.com.br login
[ inurl: ] Busca as palavras especificadas que estejam no endereço da
página (URL). No exemplo abaixo podemos encontrar sites que possuam
a mesma falha da empresa de telefonia descrita no capítulo um:
inurl:frameset.php?URL=
A diferença entre este comando e o anterior é que intitle busca na TAG
TITLE da página HTML e inurl busca na URL (o endereço do site).
Operadores no Google
Sistemas informáticos utilizam a lógica booleana. A base da lógica booleana
é a seguinte:
- um valor deve ser VERDADEIRO [ OU ] FALSO
- um valor não pode ser VERDADEIRO [ E ] FALSO.
Isto parece óbvio pois no mundo dos homens temos o TALVEZ que tanto
pode representar VERDADEIRO ou FALSO. Mas no mundo dos compu-
tadores não existe lugar para TALVEZ, somente para SIM ou NÃO, Ver-
dadeiro ou Falso.
Os computadores se baseiam na passagem ou não da corrente elétrica, que
se compara a uma lâmpada acesa ou apagada. Usamos a matemática para
representar a condição elétrica no tempo (aceso ou apagado, verdadeiro ou
falso). Quero dizer com isto que matematicamente o estado verdadeiro é
representado pelo 1 e o estado FALSO é representado pelo 0. Não se trata
do número 0 ou 1 e sim dos algarismos binários 0 e 1.
Você já deve ter reparado que ao buscar por uma palavra no Google, pode-
rá obter como resultado uma imensidão de links, tornando impossível visi-
tar um a um e sem a garantia de que os primeiros links da listagem levam
mesmo a informação procurada. Para melhorar a qualidade das buscas,
devemos usar operadores lógicos e matemáticos.
Só para você ter uma idéia, enquanto escrevia este texto, busquei pela
palavra hacker no Google e obtive uma lista com 238 mil links em portu-
guês, que continham esta palavra. Se eu usar três minutos visitando cada
ink, vou levar cerca de quinhentos dias para visitar tudo, isto se não parar
pra mais nada e contando que não entre mais nenhum site no Google de-
pois disso. É para resolver este tipo de problema que servem os operado-
res. Mas para usar um operador eu preciso saber exatamente o que quero e
cá pra nós, buscar por hacker apenas não é muito específico. Por isso mu-
dei minha pesquisa para curso hacker e obtive mais de 46 mil links. Visi-
tei os primeiros e não achei o que procurava.
Reformulei minha frase de busca para curso hacker pdf e obtive uma
listagem com 21 mil páginas. Bem menos que as 238 mil iniciais. Só que,
após visitar os 40 primeiros links sem encontrar nada de útil, alterei a frase
de buscas para curso hacker filetype:pdf.Agora sim. Das 375 páginas
listadas, a maioria possuía material pertinente. O operador lógico utilizado
no exemplo foi o [AND] ou [E] que o Google usa implicitamente. Tanto
faz eu digitar:
CURSO + HACKER
CURSO AND HACKER
CURSO HACKER
Para o Google as frases de busca acima representam a mesma coisa.

Operador OR (OU)

Usado para buscar uma expressão OU outra. Exemplo: Quero buscar por
curso de hacker OU phreaker. No google a frase de busca ficará assim:
curso hacker OR phreaker
O resultado foi de 46.900 links, infelizmente sem nenhum curso de
phreaker, já que o nosso ainda é recente e ainda não consta no Google.

Operador NOT (NÃO ou -)

Usado para EXCLUIR de uma busca determinada expressão. Suponha que
eu queira saber sobre CURSO DE HACKER que não seja o de minha
autoria. No Google ficaria assim:
curso hacker NOT “Marco Aurélio Thompson”
Você reparou no uso das aspas? Usamos aspas no Google para buscar pela
expressão exata. Se eu fizer uma busca pelo meu nome desta forma:
Marco Aurélio Thompson
O resultado foi de 3.430 páginas em português. Eu não sou tão famoso
assim. É que o Google buscou todas as páginas com marco + aurélio +
thompson, independente da posição destas palavras no texto. Encontrei
páginas com as plavras marco fudeiro, aurelio lobo e manuel thompson,
pois contém as três palavras pesquisadas. Usando aspas o retorno será de
páginas contendo o nome completo. Agora o resultado foi mais justo e
retornou apenas 197 páginas, a maioria com links para livrarias online.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Giovanny Ritchie

avatar

Masculino Número de Mensagens : 95
Idade : 28
Localização : Luanda, Angola
Data de inscrição : 05/05/2008

MensagemAssunto: Re: Invasão com o GOOGLE::PARTE I   Ter Out 07, 2008 2:48 am

Valeu... Vai ajudando o Forum...... Fuiiiiiiiiiiiiiii
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Invasão com o GOOGLE::PARTE I
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» kkkkk' Google cantando Sou foda!
» MÓRBIDA SEMELHANÇA (PARTE 107)
» Modelo de um Monitor de LCD - Google SketchUp
» Tutorial - Level design [Parte 3]
» Criando um RPG (Parte 2)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
UCAN forum :: Programação e Informática Geral :: Dicas e Diversos-
Ir para: