UCAN forum

Primeiro Forum criado por Informáticos Angolanos, destinado à informáticos de todos os níveis, tendo como principal foco o ramo da PROGRAMAÇÃO.Tutoriais, Exposição de dúvidas, Notícias e muito mais...
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Windows vamos aprender mais um coxe 1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
JomarB

avatar

Masculino Número de Mensagens : 49
Idade : 27
Localização : Luanda, Angola
Emprego/lazer : Programar
Data de inscrição : 12/05/2008

MensagemAssunto: Windows vamos aprender mais um coxe 1   Ter Maio 27, 2008 7:46 pm

Irei publicar uma série de artigos sobre o sistema operacional Windows, desde o MSDOS Até Windows Vista e 2003, nestes artigos escreverei dicas e macetes para você lidar com o registro do sistema e fazer as configurações de sua preferência.

ARQUIVOS DE CONFIGURAÇÃO DO MS-DOS

CONFIG.SYS
O Sistema Operacional MS-DOS possuía um arquivo de configuração no directório raiz, chamado CONFIG.SYS.

Era através deste arquivo que o sistema operacional era configurado em sua forma mais básica.

Nos sistemas Windows 9x, Windows NT e OS/2, esse arquivo não era tão importante, pois raramente necessitavam que o usuário alterasse o seu conteúdo.

O mesmo, porém, não ocorria no MS-DOS.
Como o MS-DOS era um sistema operacional extremamente rudimentar, ele por si só não reconhecia os periféricos mais modernos da época - tais como unidades de cd-rom e placas de som, você deveria ensinar ao sistema ao sistema como ele deveria fazer para lidar com estes recursos tão modernos "rsrsrsrs".

Este era o papel do driver, um pequeno programa carregado em memória que "ensinava" ao sistema como trabalhar com um determinado periférico. No MS-DOS, os drivers eram carregados geralmente pelo CONFIG.SYS.

Eles também poderiam ser carregados pelo AUTOEXEC.BAT. No CONFIG.SYS, os drivers eram carregados através do comando DEVICE= ou DIVECEHIGH=.

Além disso, o MS-DOS possuía outro grande inconveniente, ele trabalhava em modo real e por isto reconhecia somente 640 KB de memória RAM.

A solução para isto era fazer com que o driver fosse carregado na área de memória acima de 640 KB, chamada de memória superior, fazendo com que a memória convencional não ficasse muito ocupada.

Isto era feito através do comando DEVICEHIGH=.

A edição do CONFIG.SYS não era tão difícil, bastava utilizar o comando EDIT do MS-DOS. No prompt do MS-DOS, como: EDIT C:\CONFIG.SYS.

Os comandos existentes no CONFIG.SYS são exclusivos. Isto quer dizer que você não poderia entrar com um comando do CONFIG.SYS directamente no prompt do MS-DOS. Além do mais o CONFIG.SYS só era lida uma única vez, quando o sistema operacional era carregado. (Se você já fez um curso de MSDOS, coloquei para relembra, se não fez, essa é uma boa oportunidade de aprende os principais comandos utilizados).

PRINCIPAIS COMANDOS USADOS NO CONFIG.SYS
DEVICE= : Para carregar o controlador de dispositivo instável para a memória (um controlador de dispositivos instável é um programa que controla um componente de hardware).

DEVICEHIGH=: Para carregar um controlador de dispositivos instável na área de memória superior.

DOS=: Para especificar se o MS-DOS deveria usar a área de memória alta

(HMA) e se permitiria acesso a área de memória superior (UMB).

FILES=: Para especificar quantos arquivos poderiam ser abertos ao mesmo tempo.

INSTALL=: Para carregar um programa residente em memória (TRS).

REM=: Para indicar que o seguinte texto é um comentário descritivo, não um comando. Poderia ser utilizado para desactivar um comando.

SET=: Para define o valor de variáveis de ambiente, tal como prompt ou temp.

CONTROLADORES DE DISPOSITIVOS INSTÁVEL

Um controlador é denominado instável porque você o instala incluindo um comando no arquivo Config.sys

COUNTRY.SYS: Para definir as convenções de idioma do país

DISPLAY.SYS: Para aceitar mudança de página de códigos para monitores.

EMM386.EXE: Para simular memória expandida e permite o acesso a área de memória superior.

HIMEM.SYS: Para gerir o uso de memória estendida.

SETVER.EXE: Para carregar a tabela de versão do MS-DOS na memória.

Em geral, para que o seu micro fique "no ponto", você deve editar o CONFIG.SYS da seguinte forma:

Caso um dia você precise criar um CONFIG.SYS básico para MS-DOS e não sabe como ele deve ser, utilize o exemplo abaixo.

device=c:\dos\himem.sys
device=c:\dos\e,,386.exe noems
dos=high,umb
stack=9,256
files=40
buffers=20
country=055,,c:\dos\country.sys
devicehigh=c:\dos\display.sys con=(,850)
devicehigh-c:\windows\ifshlp.sys
CONFIG.SYS PADRÃO PARA WINDOWS 9X (95/98)
Device=c:\windows\command\display.sys con=(ega,,1)
Country=055,850,c:\windows\command\country.sys

abraço Twisted Evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Windows vamos aprender mais um coxe 1
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
UCAN forum :: Programação e Informática Geral :: Sistemas Operativos-
Ir para: